Real

Para ele eu disse que estava apaixonada. Que tinha me decidido, ia para o interior, depois para a praia, depois para a Tailândia. Mandei um longo e-mail, contando todos os planos. E que você não tinha respondido, o que, então, era verdade. E que assim você teria me salvado, a gente seria feliz e eu conceituaria o amor melhor dessa vez. Ele disse – você é louca, essas coisas da sua cabeça, espero que dê tudo certo.
Para ela eu disse que terminei com você. Mandei um longo e-mail, que eu ia viajar, ia ficar um mês fora e que não deveríamos mais nos falar. E que você não tinha respondido, o que, então, era verdade. E que assim não teria mais risco, eu tinha acabado com essa história, posto um fim no começo antes que virasse um meio perturbado demais nesse momento. Ela disse – você está certa, essas coisas da sua cabeça, essa expectativa e ansiedade nunca acabam bem.

Sabe aquelas coisas sobre realidade paralela que conversávamos. Acho que eu confundi tudo. Achei que eu conseguiria ver todos os tipos de resoluções nessa vida. Essas coisas da minha cabeça, pois bem. Para você, eu não disse nada.

Comentários

Postagens mais visitadas